Saiba identificar um sorriso apaixonado

Saiba identificar um sorriso apaixonado

Está feliz, apaixonado, confiante, entusiasmado? Pode sorrir! O escritor francês Jean Commerson afirmou que “o sorriso é o arco-íris do rosto”. E se pararmos para pensar, vamos perceber que ele estava certo! Acredite ou não, há quem garanta que um sorriso pode ser visto a uma distância de, aproximadamente, 90 metros e é considerado uma das formas mais comuns de comunicação não-verbal.

Geralmente, quando encontramos um amigo ou um conhecido, uma das primeiras coisas que fazemos é sorrir. Ao sermos fotografados, por hábito, o que é que fazemos? Exato, sorrimos! Nas redes sociais, os sorrisos estão por toda a parte. E o que dizer sobre aquele casal com sorrisos apaixonados, que demonstram muitos dos sentimentos dessa forma? 

A verdade é que os sorrisos são muito importantes para os humanos e, às vezes, dizem mais do que as palavras. Então, aproveite que fevereiro é o mês do amor e saiba identificar quando um sorriso apaixonado se abrir para si. Descubra algumas curiosidades e entenda melhor quais os significados dum sorriso.

Identifique o que “querem dizer” os sorrisos

Ao longo da vida, quantos sorrisos adoráveis já lhe dirigiram? Quantos sorrisos iluminaram o seu rosto e transmitiram os seus pensamentos e sentimentos sem que sequer precisasse de dizer uma palavra? 

O ato de sorrir está entre as expressões mais fáceis de serem produzidas e reconhecidas pelos seres humanos. Ao sorrir temos a certeza de que a conexão com o outro e com o mundo está realmente a acontecer. Sorrir altera as nossas feições, demonstra os sentimentos positivos que temos dentro de nós, abre caminhos, demonstra empatia e indica ao outro que, aparentemente, está tudo bem.

E o sorriso também beneficia a saúde. Já ouviu dizer que sorrir faz bem ao coração?

Sim! Este é um bom remédio para quem sofre de problemas cardíacos, por exemplo, pois o fluxo sanguíneo aumenta, melhora a função dos vasos, e protege contra os riscos de problemas cardiovasculares. 

Mas não é só do coração, enquanto órgão, que falamos, referimo-nos também aos sentimentos que estimulam o sorriso amoroso, o sorriso apaixonado, e tantos outros sorrisos cheios de sentimento.

Entenda a relação do sorriso com os sentimentos

O sorriso reflete emoções positivas e é frequentemente relacionado com expressões de alegria, mas também pode indicar tristeza, embaraço e até sedução. É um reflexo inato e universal e pode ser diferente de acordo com a cultura, o género e a idade, questões que podem ditar a frequência e a intensidade deste gesto.

Não há dois sorrisos iguais e, ainda que seja uma expressão facial reconhecida por todos, sorrir pode indicar coisas tão diferentes como uma reação, um sentimento, uma condição social ou psicológica diferente.

Sorriso apaixonado

Está a ver aquele sorriso subtil, misterioso, com um abrir de boca tímido, sem dentes à mostra mas, ao mesmo tempo, sedutor? Este é o sorriso apaixonado.

Muitos psicólogos acreditam que o sorriso da Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, é um exemplo claro desse tipo de sorriso. Repare: ao mesmo tempo que é subtil também é misterioso. E, geralmente, o sorriso apaixonado não vem sozinho, ele tem um complemento poderoso: o olhar!

No caso do retrato mais famoso da História da Arte ocidental, o olhar lateral da Mona Lisa contrasta com o sorriso impreciso e com a intensidade que parece estar viva naquele movimento facial, a produzir um efeito de ótica que impressiona: aquela sensação de que os olhos penetrantes nos seguem, seja em qual ângulo for. Curiosamente, o sorriso apaixonado, na “vida real”, não é nada diferente e, estejamos onde estivermos, façamos nós o movimento que fizermos, também parece que este sorriso nos segue e nos impressiona apaixonadamente.

Mas, além do sorriso apaixonado, o ato de sorrir pode indicar muitos outros sentimentos. 

Confiança

Sorrir estimula relações de confiança. E qualquer pessoa o pode comprovar: é muito mais fácil identificar-se com alguém que o receba com um sorriso no rosto do que com alguém que não o faça. É verdade que, para se confiar em alguém, é preciso muito mais do que um sorriso. Mas pelo menos a primeira barreira já foi quebrada e a proximidade pode iniciar-se nesse momento.

Poder de atração

Quem é que nunca se sentiu atraído por um sorriso? Sorrir contagia, envolve o outro, estimula experiências inusitadas e faz-nos ficar mais próximos de quem está ao nosso redor. Aproveite e faça esta experiência: dê uma volta na rua, ou onde preferir, e não sorria. Amanhã, ou ainda durante o dia de hoje, sorria para todas as pessoas que encontrar. Tire as suas próprias conclusões. Mas, certamente, as experiências “sorridentes” serão mais animadoras!

Libera substâncias químicas associadas ao bem-estar

Mesmo num sorriso “falso”, o movimento do rosto, dos ossos e nervos provoca a liberação de endorfinas – uma substância química associada ao bem-estar do corpo. Resultado: sensação de relaxamento e equilíbrio que influencia diretamente a sua saúde física e mental.

Estimula o sistema imunológico

As mesmas endorfinas liberadas durante o sorriso estimulam o sistema imunológico. O stress diminui e aumenta o número de células imunes e anticorpos que combatem as infeções. Todo este movimento melhora a resistência do seu organismo às doenças.

Alivia a tensão física e o stress

Sabia que uma boa gargalhada pode relaxar os músculos por até 45 minutos? É a mais pura verdade! As endorfinas liberadas pelo sorriso são uma ótima forma de conter a dor, já que alivia tensões por todo o corpo.

Pode reduzir a ansiedade e o medo

O processo de liberação de endorfina enquanto sorri diminui as hormonas de cortisol, que são responsáveis por sentimentos negativos como a ansiedade, o stress e o medo. 

Ajuda a resolver conflitos

A característica solta e transitória do sorriso ajuda a olharmos para a vida com menos peso e mais perspetiva, contribuindo para que sejamos mais resilientes.

E sorrir inspira comportamentos positivos

Cada ação que praticamos influencia algo na nossa vida e a forma como encaramos as situações que se nos apresentam, determinando as consequências de nossos atos. Dessa forma, se o sorriso estiver presente enquanto cumprimos as nossas tarefas, teremos melhores sensações e comportamentos, para nós e também para os outros. 

Sorrir, como pudemos ver, é um processo bastante dinâmico e completamente benéfico para o nosso corpo e a nossa mente. Por isso, sugerimos que fique atento a tudo o que o faz sorrir e tente usar esses recursos a toda a hora. Conviva com pessoas que lhe fazem bem, cumprimente com sorrisos ou retribua aqueles que receber, não economize as gargalhadas e muito menos o sorriso apaixonado. Não se esqueça: quando sorrimos, agimos melhor e transformamos a forma como nos comportamos, sempre de uma forma mais positiva!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.