Implantação da República em Portugal: Curiosidades sobre o 5 de outubro

Implantação da República em Portugal: Curiosidades sobre o 5 de outubro

Implantação da República em Portugal

Assim como é importante falarmos de saúde oral, também é importante para um povo conhecer a sua história. Por isso, hoje vamos deixar os Implantes Dentários e outros tratamentos um pouco de lado para lhe contar sobre a Implantação da República

Já é sabido que no dia 5 de outubro se celebra, em Portugal, a Implantação da República. Um feito que ocorreu em 1910, tendo como principal agente o Partido Republicano Português (PRP). A rebelião que, determinou o fim da monarquia constitucional, teve início dois dias antes, no dia 3 de outubro daquele ano.

O que motivou a Implantação da República em Portugal

Saiba o que contribuiu para o processo de erosão da monarquia portuguesa do qual os defensores da República, particularmente o Partido Republicano, souberam tirar o melhor proveito:

  • Subjugação do país aos interesses coloniais britânicos
  • Os gastos da família Real
  • O poder da Igreja
  • A instabilidade política e social
  • O sistema de alternância de dois partidos no poder (o Partido Progressista e o Partido Regenerador)
  • A ditadura de João Franco

Aparentemente o que motivou o motim foi a incapacidade do governo de João Franco de acompanhar a evolução dos tempos e se adaptar à modernidade. Por contrapartida, o Partido Republicano apresentava-se como o único que tinha um programa capaz de devolver ao país o prestígio perdido e colocar Portugal novamente na vanguarda do progresso.

Como aconteceu a Rebelião que deu a Implantação da República

Mapa Portugal

Após a relutância do Exército em combater os cerca de 2 mil soldados e marinheiros revoltosos, entre 3 e 4 de outubro de 1910, o rei resolveu sair do país e deixou boa parte dos seus comandados desamparados. Praticamente não existiu combate, a não ser durante alguns momentos, como na madrugada do dia 04 para o dia 05, quando um destacamento do Exército monárquico e outro dos revolucionários se enfrentaram com bombas. No entanto, o exército monárquico, que deveria voltar a bombardear na manhã do dia 5 de outubro, não o fez após a emigração do rei. 

O curioso é que um diplomata alemão recém chegado à cidade pediu ao Exército monárquico um cessar fogo para evacuar os estrangeiros durante esse período e esperar reforços vindos do interior. No entanto, no momento em que os combatentes republicanos viram o alemão com a bandeira branca, pensaram que as forças monárquicas se haviam rendido. Nesse momento , os republicanos e a maioria da população saíram à rua para comemorar a Proclamação da República. As forças monárquicas, por sua vez, não se opuseram e, às 9 horas da manhã, o republicano José Relva proclamou a República na varanda do edifício da Câmara Municipal de Lisboa.

Após a revolução, um governo provisório chefiado por Teófilo Braga dirigiu os destinos do país até à aprovação da Constituição de 1911, que deu início à Primeira República. Entre outras mudanças, com a Implantação da República, foram substituídos os três símbolos nacionais: o hino nacional, a bandeira e a moeda

3 curiosidades sobre o 5 de Outubro

Engana-se quem pensa que o 5 de Outubro, em Portugal, está ligado apenas à Implantação da República. Este dia possui grandes acontecimentos e importantes revoluções. 

  • Neste mesmo dia mas, em 1143, foi assinado por Afonso Henriques, Afonso VI de Castela e um representante do Papa, o Tratado de Zamora, que estabeleceu a independência do Reino de Portugal.

  • Em 1980, da mesma data, eleições Legislativas.  A coligação Aliança Democrática, do PPD, CDS e PPM, obteve a primeira maioria absoluta no Parlamento, em sufrágio livre e universal.
  • Além disso, no dia 5 de Outubro é também comemorado o Dia do Professor.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.